São Francisco de Assis

Esse espaço será para conhecermos um pouco da vida do Seráfico Pai São Francisco, sua busca pela perfeição evangélica e sua contribuição para a Igreja de Cristo.

O Presépio de Greccio

"Como o bem aventurado Francisco, lembrando do Natal de Cristo, pediu que se preparasse um presépio, que se trouxesse feno, e qeu se trouxessem um boi e um burro; depois pregou sobre a natividade do Rei pobre, e enquanto o Santo Homem estava em oraçao, um cavaleiro viu o Menino Jesus no lugar daquele que o Santo tinha preparado."

Para quem não sabe, o presépio ou em alguns lugares “lapinha”, que reproduzimos a cena do nascimento do menino Jesus com imagens de Maria e José, dos pastores, reis magos, animais, foi criado e feito pela primeira vez por São Francisco no ano de 1223 na cidade de Greccio, na província de Rieti na Itália.

São Francisco tinha um carinho indizível pelo dia que comemora o nascimento ou natal de Nosso Senhor Jesus Cristo. Oferecia quaresmas de jejuns e orações neste período. Lembrando que isso aconteceu três anos antes de sua morte. Francisco mandou preparar o local que era uma gruta. Mandou encher de feno, colocou um burrinho e um boi. Nessa ocasião mandou reunir os irmãos de vários lugares pra participar da solenidade. Com cânticos e salmos, o cenário era como se Gréccio tivesse virado Belém. Grande foi  a emoção de Francisco que lágrimas rolavam de seus olhos. “A noite ficou iluminada como o dia: era um encanto para os homens e para os animais. O povo foi chegando e se alegrou com o mistério renovado em uma alegria toda nova. O bosque ressoava com as vozes que ecoavam nos morros. Os frades cantavam, dando os devidos louvores ao Senhor e a noite inteira se rejubilava. O Santo estava diante do presépio a suspirar, cheio de piedade e de alegria. A Missa foi celebrada ali mesmo no presépio, e o sacerdote sentiu uma consolação jamais experimentada. O Santo vestiu dalmática, porque era diácono, e cantou com voz sonora o Santo Evangelho. De fato, era “uma voz forte, doce, clara e sonora”, convidando a todos às alegrias eternas., Depois pregou ao povo presente, dizendo coisas doces como o mel, sobre o nascimento do Rei pobre e sobre a pequem cidade de Belém. Muitas vezes quando queria nomear Cristo Jesus, chamava-o também com muito amor de “Menino de Belém”. (Tomás de Celano)

Um fato interessante é de que um homem piedoso de Greccio, que futuramente entrara para a Ordem, disse com toda a certeza ter visto um belo menino na manjedoura que dormia como um anjo e que quando São Francisco se aproximou, logo abriu um sorriso e deixou-se pegar no colo pelo santo.

Foi a partir daí que a Igreja de forma solene passou a representar o nascimento de Jesus confeccionando o presépio.


Fontes Franciscanas

image5082 image5084 image4

© Copyright. Fraternidade dos Irmãos Franciscanos do Getsêmani.