1º Ano de Falecimento de Frei Paulino do Coração de Jesus – Fundador dos Franciscanos do Getsêmani

Pe. Frei Paulino do Coração de Jesus (Fundador) à esquerda

No dia 26 de março se recordou o primeiro ano da Páscoa de nosso Pai Fundador Frei Paulino do Coração de Jesus em religião e Manoel Gregório Alves Neto, nome de batismo. Esse dia foi lembrado com momento de oração no cemitério municipal da cidade de Itaguaçu, no qual ele está sepultado e na parte da noite por Santa Missa presidida pelo Padre José Ricardo, vigário da paróquia São Francisco das Chagas em Barra.

Frei Paulino que já residia em Itaguaçu por 4 anos, era administrador paroquial da Paróquia Nossa Senhora da Conceição nesta cidade, e já estava na diocese de Barra a nove anos, por onde passou cinco anos na cidade de Gentio do Ouro na Paróquia de Nossa Senhora do Rosário.

Desde as Santas Missões Populares de 2017 acontecida na cidade de Itaguaçu da Bahia que o mesmo já não se encontrava bem. Sua saúde fragilizada e o mesmo começou a ter em seus membros algumas feridas que, somente no ano de 2018 descobriu que era um tipo de câncer de pele. Devido sua frágil situação de saúde, foi internado no dia 20 de março de 2018, com grave infecção na região dos membros inferiores que foi se espalhando por todo o corpo. O mesmo não resistindo veio a falecer as 15hs do dia 26 de março do mesmo ano, no hospital Geral de Pedreira, na cidade de São Paulo.

Teve seu corpo transladado com a ajuda da Diocese de Barra, na pessoa de seu bispo Diocesano, Dom Frei Luiz Flávio Cappio e foi velado diante de todo o seu povo fiel e dos padres, religiosos, lideranças de nossa diocese, parentes e amigos e teve seu corpo enterrado no dia 28 de março no cemitério desta cidade. O mesmo manifestava o desejo de morrer e ser enterrado nesta cidade onde ele se doou até o seu limite.

Frei Paulino foi um exemplo de superação, doação e entrega, amando ao povo que a ele foi confiado. Seu lema de ordenação sacerdotal era “Tive compaixão deles pois eram como ovelhas sem pastor”. Até o dia antes de sua viagem, já sem forças se lançou em missão indo visitar umas das comunidades rurais distantes de nossa sede em pleno dia de seu aniversário e véspera de fazer sua última viagem a são Paulo. Quando questionado por questão de sua saúde o mesmo disse: ” Eu sei o que estou fazendo… Só Deus sabe quando aquele pobre povo terá uma missa novamente”. De fato ele foi um pastor que, mesmo com suas limitações soube cuidar do seu rebanho e era querido por ele.

Que Deus na sua infinita bondade tenha sempre frei Paulino em um bom lugar e conceda a ele as alegrias do Reino Eterno. E a nós que ficamos saudosos que nos fique seu exemplo de perseverança e fé juntamente ao seu legado espiritual.

4 respostas para “1º Ano de Falecimento de Frei Paulino do Coração de Jesus – Fundador dos Franciscanos do Getsêmani”

  1. Frei Paulinho um exempo de doação que lá no céu esteja rogando a Deus por todos aqueles que continuam na missão de Amor, doação e compromissos em levar a boa nova de Jesus para aqueles que necessitam.

  2. Frei nesta terra deixasse tua marca,com muita luta e dedicação fundou essa instituição para acolher pessoas que tanto precisa de irmãos e amigos o Sr foi um grande homem fez sua história e deixou um grande legado que já mas será esquecido, já mas serás esquecido frei Paulino descanse em paz no colo do pai . Rogai por nós que aqui estamos agradecido por sua vida aqui junto a nós.

  3. Saudades do nosso amado Padre “Pio”Paulino, como eu carinhosamente o chamava. Ficamos desfalcados aqui, mas sabemos que temos um grande intercessor por nós no céu. Obrigada Senhor, por ter nos concedido um pastor tão misericordioso, Itaguaçu um dia entenderá o seu amor…Frei Paulino, mártir amado, te amamos!Um dia estaremos juntos, contemplando o Pai misericordioso face à face. Cuida de nós aí de cima!!!

  4. Conheci pessoalmente o Frei Paulino em Maria da Fé-MG, tive uma longa convivência com ele colaborando, como voluntário nos finais de semana num Lar de Idosos que ele estava a frente. Foram muitos meses de um intenso momento de vida fraterna onde ele já havia lançado as sementes da Fraternidade dos Irmãos Franciscanos do Getsêmani.
    Trago em minha memória o seu sorriso, a sua atenção e carinho no atendimento para todos.
    Um grande homem e um santo frade.
    Paz e Bem!

Deixe uma resposta para Karina Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *